Definidos os campeões paulistas de vela durante a Copa Suzuki Jimny


Ilhabela (SP) – Depois de regatas com oscilação de vento e equilíbrio do começo ao fim, a terceira etapa da Copa Suzuki Jimny definiu os campeões paulistas de 2011 neste domingo (25) no Yacht Club de Ilhabela. Os ‘considerados’ favoritos saíram com o título, mas os resultados foram bastante apertados. Na HPE25, o Ginga voltou a levantar a taça ao somar 20 pontos perdidos em oito provas. Na BRA-RGS, o Fram superou o Palmares por apenas quatro pontos e ganhou o estadual. Na ORC, o Orson/Mapfre foi o melhor das últimas duas regatas e se sagrou campeão.

O domingo amanheceu nublado e frio e dava a impressão de que não haveria competição. No entanto, para a maioria das classes, a Comissão realizou duas regatas. Os árbitros foram obrigados a mudar constantemente os locais das provas por causa do vento rondado.

“Os velejadores estão de parabéns. As regatas foram de alto nível técnico e as mudanças de vento exigiram decisões rápidas e assertivas”, afirmou o presidente da Comissão de Regatas, Carlos Sodré, o Cuca.

Os campeões – O Ginga já pode ser considerado o melhor do ano na HPE25. Com o título paulista e o brasileiro, a tripulação de Ilhabela praticamente é campeã da Copa Suzuki Jimny. Neste final de semana, a equipe de Breno Chvaicer manteve a melhor média do evento e confirmou o ouro no estadual. Com um segundo e um terceiro lugares, o time somou 15 pontos perdidos, contra 21 do vice-campeão Bixiga.

O resultado devolve o domínio da categoria,perdido temporariamente durante a Rolex Ilhabela Sailing Week, em julho, quando o Atrevido, de Robert Scheidt, conquistou a classe HPE25.

“A estratégia deu certo neste final de semana. Com vantagem, a gente sabia que não era preciso ganhar as regatas. A ideia era marcar os barcos mais próximos e a gente soube fazer isso”, revelou o tripulante Vicente Monteiro.

Na BRA-RGS, todas as divisões competiram entre si e o barco Fram foi o vencedor após sete regatas. Quatro pontos separaram a equipe de Felipe Aidar do Palmares, de José Romariz. Os vice-campeões, que têm o barco menor, conseguiram ganhar as duas últimas regatas do calendário, mas o desempenho não foi suficiente para levar o título paulista.

Já na ORC, as duas vitórias do domingo do Orson/Mapfre deram a conquista à equipe de Carlos Eduardo Souza e Silva em Ilhabela. O duelo acirrado com o Tembó Guaçu, antigo Loyal, marcou o evento.

Na classe Carabelli 30, o Barracuda/Matrix venceu o match decisivo contra o +Realizado e faturou a primeira demonstração dos C30. O match race entre os veleiros foi a estreia mundial da categoria one design, uma das mais aguardadas da vela oceânica nesta temporada.

Classificação final do Campeonato Paulista de Vela Oceânica:

HPE – 8 regatas com 1 descarte
1º – Ginga (Breno Chvaicer) – 15 pontos perdidos (4+1+1+1+5+3+2+3)
2º – Bixiga (Pino Di Degni) – 22 pp (1+4+4+2+3+6+6+1)
3º – Repeteco I (Fernando Haalland) – 22 pp (2+2+2+14+2+5+4)

ORC – 4 regatas
1º – Orson/Mapfre (Carlos Eduardo Souza e Silva) – 5 pontos perdidos (1+2+1+1)
2º – Tembó Guaçu (André Omati) – 8 pp (2+1+2+3)
3º – Vertigo Asa Alumínio( Mario Martinez) – 14 pp (3+3+3+5)

BRA-RGS- 7 regatas e 1 descarte
1º – Fram (Felipe Marinho Aidar) – 9 pontos perdidos (1+1+1+17+3+12+2)
2º – Palmares (José Romariz Filho) – 13 pp (2+3+4+1+4+1+1)
3º – Maria Preta (Alberto) – 15 pp (20+2+2+2+1+2+5)

A Copa Suzuki Jimny – XI Circuito Ilhabela de Vela Oceânica – terá a quarta e última etapa em dois finais de semana, dias 26 e 27 de novembro e 3 e 4 de dezembro.

O evento tem organização do Yacht Club de Ilhabela, com patrocínio máster da Suzuki Veículos e apoio da Brancante Seguros, Cerveja Devassa, Nautos, Ancoradouro, Prefeitura Municipal de Ilhabela e Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião.

Atenção: mais informações www.yci.com.br

E-mail: flavio@zdl.com.br

Talvez você também goste

Mais Sobre: Esportes

Não Perca

Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens