Detalhes garantem segurança no tratamento em Clínicas Estéticas


0

Presidente do SindEstética ressalta características que tornam uma clínica de  estética confiável

 

No Brasil já são mais de 281 mil empresas voltadas para a estética, um setor que cresceu 186% na ultima década. São milhares de pessoas que se entregam nas mãos de profissionais, esperando resultados e benefícios para o corpo, além de uma dose extra de bem-estar.

No entanto o aumento de clínicas estéticas espalhadas por todo o país também sugere cuidados dobrados na hora de escolher o melhor estabelecimento. “Alguns detalhes são essenciais para garantir a segurança na hora de realizar qualquer tratamento estético”, lembra Daniela Lopez, presidente do SindEstética Sindicato dos Empregadores em Empresas e Profissionais Liberais em Estética e Cosmetologia do Estado de São Paulo.

 

Higiene

O primeiro passo para avaliar se a clínica de estética é considerada adequada, está na higiene do local. Detalhe importantíssimo para garantir sua saúde. “Uma clínica de estética está diretamente ligada com a saúde das pessoas, por isso todos os detalhes relacionados com a higiene devem ser levado em conta. Prioritariamente o ambiente tem que estar limpo, os profissionais adequadamente uniformizados e muita atenção ao uso de materiais descartáveis”, explica Daniela Lopez.     

 

Detalhes sobre o procedimento

Antes de realizar qualquer procedimento é totalmente necessário que uma responsável da clínica passe todas as informações do tratamento para a paciente. “ Detalhes sobre como funciona o procedimento, possíveis reações colaterais e a conduta adotada de pós-tratamento são fundamentais. Em clínicas onde isso não ocorre, ou que ocorrem informações desencontradas, existe uma falha grave. O meu conselho é que a paciente procure outro estabelecimento, para garantir a segurança de seu tratamento”, explica Daniela.

 

Certificação do profissional

Outro ponto que não deve ser deixado de lado é a certificação do profissional que vai realizar o tratamento, só assim é possível ter certeza que a esteticista não está colocando a saúde da paciente em risco. Em São Paulo, por exemplo, o paciente deve pedir a CRECS da esteticista. Uma carteirinha que comprova que a profissional é especializada”, explica a presidente do SindEstética.

 

Informações para a Imprensa:

RenataGarcia Bernardese Camila Michel

Ecco Press Comunicação Ltda.

11 – 5543-0039  |  11 – 8326-8408 | 11 – 9923.8248


Gostou? Compartilhe!

0
Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens