Sem categoria

Vem, minha cadeira é sua


0

Na sua opinião, o que define um bom líder? Para mim, ser líder é diferente de ser chefe. O líder inspira, ajuda sua equipe a crescer, desenvolve talentos e cria espaço para comunicação e criatividade. O desejo do verdadeiro líder é que sua equipe alce voos maiores.

Se o gestor teme que os funcionários se destaquem e venham ocupar o seu lugar na empresa, ele pode até ser um bom profissional, mas não é um líder. Quem não se lembra da megera Miranda Priestly (Meryl Streep), em o Diabo veste Prada? A recém-formada jornalista Andy (Anne Hathawa) sofreu muito com toda a perseguição e autoritarismo da sua chefe, em seu dia a dia profissional, mas teve um ótimo exemplo de liderança e acabou ocupando seu lugar. Outro exemplo de líder arrogante podemos ver no filme biográfico Steve Jobs, sobre a vida do fundador da Apple (interpretado por Ashton Kutcher). A obra mostra como sua equipe precisava ser resiliente para aguentar as excentricidades e a genialidade de Jobs, mas aqui também temos outro caso de líder ‘carrasco’ que preparou sua equipe para crescer.

Mas não é preciso adotar o papel ‘bad boy’ para ser um bom líder. Ainda no cinema, temos também exemplos de bons líderes que fizeram a diferença em suas equipes (ainda bem!). Em O homem que mudou o jogo, Billy Beane (Brad Pitt) é um executivo responsável por um time de baseball. Mesmo com salários mais baixos, os jogadores do seu time conseguem 20 vitórias seguidas na liga profissional americana. O segredo? O líder focou no trabalho que cada um era capaz de fazer e não em suas fraquezas. Isso sem contar que, ao longo do campeonato, o executivo encoraja o capitão a assumir a postura de líder. Todos ganharam.

Não há segredo. O bom líder, antes de mais nada, é o que se conecta verdadeiramente com a sua equipe. Além de ter uma comunicação assertiva e transparente, ele percebe o ambiente e conduz todos para um bem maior e estimula o novo.

Existem dezenas de pesquisas que mostram o impacto de um bom gestor na produtividade e motivação da sua equipe. Eu costumo dizer que uma boa liderança faz a diferença em qualquer empresa. Segundo um estudo realizado pela revista Fast Company, ano passado, as equipes de vendas da empresa Dell, que tinham um líder inspirador eram 6% mais produtivas que as demais. Se você acha que isso é pouco significativo, saiba que representou uma receita de US$ 1 bilhão de dólares.

No meu dia a dia, gosto sempre de conversar com minha equipe. Aprendo todos os dias, inclusive com os mais novos. Incentivo trocas de conhecimentos e estou sempre disposto a ouvir as necessidades, anseios e bloqueios de cada pessoa do meu convívio profissional.

Mais do que cobrar resultados – sim eles são importantes para qualquer negócio –, o líder deve conseguir explorar melhor as habilidades de cada um para, assim, promover o crescimento de toda a equipe.

Sabe porque eu faço isso? Porque sei que meu lugar de CEO é passageiro. Eu quero é que qualquer pessoa da minha equipe esteja preparada para ocupar a minha vaga, pois é assim que fazemos girar a "roda da fortuna".

E você, tem medo de alguém sentar em sua cadeira? Caso sua resposta seja positiva, recomendo que repense o seu papel dentro da sua equipe.

E reforço para quem quiser: vem que a minha cadeira é sua!

(*) Braulio Lalau de Carvalho é CEO da Orbitall, empresa do Grupo Stefanini


Gostou? Compartilhe!

0
Beatriz

Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens